A Associação

foto externa do Hospital Samaritano de São Paulo

Com objetivo de se tornar um centro de referência e excelência em tratamento minimamente invasivo da coluna, o BP Mirante (Beneficência Portuguesa) firmou uma parceria com o Grupo de Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna (GCMIC), que passou a atuar na Instituição, a partir de setembro de 2013. Comandado pelo renomado ortopedista Dr. Pil Sun Choi, o grupo é um dos pioneiros no Brasil na introdução, na aplicação e na educação de técnicas e cirurgias minimamente invasivas da coluna no Brasil e também um dos mais respeitados nesta área.

A atuação do Grupo visa desenvolver e difundir técnicas de tratamento que minimizem a agressão, traumatizem menos os tecidos durante o acesso cirúrgico, e permitem uma rápida recuperação dos pacientes com um mínimo de complicações.

Entre essas técnicas, destaque para a utilização, divulgação e desenvolvimento de um tratamento inovador para hérnia de disco, chamado de microdiscectomia endoscópica lombar percutânea.

Em vez de grandes incisões como é feita em cirurgias tradicionais, faz-se um orifício na pele sob anestesia local e remove-se a hérnia discal, possibilitando assim, rápida recuperação e retorno às atividades prévias, explica o Dr. Pil Sun Choi.

O GCMIC do BP Mirante é composto por uma equipe multidisciplinar, entre ortopedistas, neurocirurgiões e intervencionistas de dor, habilitada a fazer um pronto diagnóstico e propor o melhor tratamento para o alívio precoce da dor na coluna. Utilizando-se de equipamentos de alta tecnologia, que permitem uma abordagem pouco agressiva, evita-se grandes procedimentos, diminuindo o risco de complicações.

O grande desafio no tratamento das doenças da coluna vertebral é localizar a origem da dor. Visando maximizar o correto diagnóstico e a indicação terapêutica, o BP Mirante (Beneficiência Portuguesa) está equipado com os mais modernos equipamentos e profissionais altamente qualificados, minimizando-se assim a chance de ocorrência da “Tríade Infeliz”: diagnóstico equivocado, indicação terapêutica inadequada e resultado desastroso, destaca o ortopedista.

Cirurgia minimamente invasiva de coluna no Brasil

foto do ortopedista Dr. Pil Sun Choi

Filho de imigrantes coreanos, Dr. Pil Sun Choi sempre teve uma intensa atuação profissional no desenvolvimento da cirurgia minimamente invasiva da coluna vertebral no Brasil, trazendo diversas técnicas inovadoras dos EUA, Europa e Ásia. Em 2004 formou o Grupo de Estudo de Cirurgia Minimamente Invasiva do Hospital Abreu Sodré (AACD), ano em que organizou o Primeiro Simpósio Internacional de Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna Vertebral no Brasil no Hospital Abreu Sodré (AACD). Ajudou a fundar o Comitê de Cirurgia Minimamente Invasiva da Sociedade Brasileira de Coluna (CCMI-SBC) e foi o Presidente fundador entre 2006 e 2009; sendo atualmente o seu conselheiro e Diretor de Intercâmbio Educacional Internacional. Em 2010, foi Presidente do II COMINCO - Congresso Brasileiro de Cirurgia e Técnicas Minimamente Invasivas. Em 2012, organizou o III Congresso Mundial de Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna, realizado em agosto, na Bahia.

Atualmente é o presidente da Associação Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna e presidente Fundador da World Federation of Minimally Invasive Spine Surgery (WFMISS). A sede das duas entidades presididas pelo Dr. Pil está no BP Mirante.

Segundo Dr. Pil.:

Queremos tornar o BP Mirante (Beneficiência Portuguesa) uma referência em Cirurgia Minimamente Invasiva de Coluna no Brasil e na América Latina. Para isso, montamos essa equipe com os maiores especialistas na área, abrangendo todos os ramos da especialidade.



Nova Técnica De Cirurgia Promete Acabar Com A Dor Nas Costas

23/3/2013 Nova técnica de cirurgia promete acabar com a dor nas costas Uma nova técnica de cirurgia promete acabar com um problema que atinge até 30% dos brasileiros: a dor nas costas. 90% da população adulta teve ou vai ter dores de coluna. A nova técnica de cirurgia é bem menos agressiva e é feita por uma espécie de tubo que é colocado no paciente. O médico, guiado por uma câmera, consegue chegar até a lesão. Tudo é feito com o paciente acordado, apenas com anestesia local. Apesar disso, a nova técnica não está disponível para a maioria da população.

História da Cirurgia Minimamente Invasiva de Coluna no Brasil

Desde a fundação da Sociedade Brasileira de Coluna em 1984, como Comitê da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, os cirurgiões de coluna conquistaram identidade e organização.
Sempre existiu a procura por soluções cirúrgicas menos agressivas para o tratamento das doenças vertebrais. Notícias de técnicas menos agressivas do que as tradicionais foram esporádicas e eventuais.
Em 2004 aconteceu o I SIMINCO – Simpósio Internacional de Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna – em São Paulo. Tornou-se um marco por congregar profissionais que vinham usando essas técnicas, e além de tudo, por demonstrar o interesse que muitos outros médicos já tinham nessas possibilidades de tratamentos.
Os SIMINCOS se sucederam desde então, e o número de cirurgiões dedicados e interessados nas Cirurgias Minimamente Invasivas da Coluna cresceu significativamente. À medida que novas técnicas surgiram, a prática se disseminou. Foi fundado em 2005 o CCMI – Comitê de Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna da SBC (Sociedade Brasileira de Coluna). A importância  e reconhecimento das Cirurgias Minimamente Invasivas da Coluna se consolidou.
A interação com a comunidade científica internacional esteve sempre presente nesse processo, com a participação de convidados internacionais de relevo nos eventos brasileiros, e também de médicos brasileiros nos eventos fora do Brasil. Dessa forma ficou garantida a importância dos brasileiros no contexto mundial de desenvolvimento e disseminação dessas modernas cirurgias. Isso possibilitou a criação de protocolos, e de uma visão crítica sobre as novas técnicas que constantemente são propostas.
O CCMI organizou o primeiro COMINCO (Congresso Brasileiro de Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna) em 2008, e já está organizando sua quarta edição. O III COMINCO, que ocorreu em 2012 na Praia do Forte, na Bahia, foi também o III WCMISST (World Congress of Minimally Invasive Spine Surgery). Tornou-se um marco pelo número de participantes brasileiros e estrangeiros, conteúdo científico e organização. Como consequência, os organizadores brasileiros foram convidados para participar ativamente da organização do IV WCMISST, que acontecerá em Paris em 2014, onde teremos uma sessão especial.
Os SIMINCOS se sucedem anualmente. Já aconteceram em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Salvador. No ano de 2014 será o Pré-Congresso do COMINCO, em sua nova casa, na Beneficência Portuguesa de São Paulo, seguindo sua evolução na disseminação das modernas técnicas cirúrgicas.
Além do constante esforço em manter a atualização técnica e científica, lutamos hoje também para manter a viabilidade desse progresso diante das fontes pagadoras, nem sempre atualizadas e bem assessoradas quanto à segurança e vantagens dos novos métodos. Entendemos que a divulgação para a sociedade leiga constitui uma importante ferramenta para disponibilização desses tratamentos.
A ABCMIC, o CCMI , a WFMISS são entidades mobilizadas nesse trabalho, e encontram-se abertas aos interessados em juntar-se nessa empreitada em favor da modernização da Cirurgia de Coluna.